VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

REMÉDIOS SEM A NECESSIDADE DE AÇÃO: UMA REALIDADE?

PALESTRA NA CAJUFA APRESENTA O PROJETO ‘ACESSA SUS’ Magistrados das Varas da Fazenda Pública, da Infância e da Juventude e de algumas varas cumulativas da Grande São Paulo participaram ontem (16) de palestra sobre o projeto Acessa SUS, ministrada por profissionais da Secretaria de Estado da Saúde. O evento aconteceu no auditório do...
 
PALESTRA NA CAJUFA APRESENTA O PROJETO ‘ACESSA SUS’
Magistrados das Varas da Fazenda Pública, da Infância e da Juventude e de algumas varas cumulativas da Grande São Paulo participaram ontem (16) de palestra sobre o projeto Acessa SUS, ministrada por profissionais da Secretaria de Estado da Saúde. O evento aconteceu no auditório do Centro de Apoio aos Juízes da Fazenda Pública e Acidentes de Trabalho (Cajufa), coordenado pelo juiz Marcelo Sérgio.
        O Acessa SUS oferece um novo serviço para solicitação de medicamentos e insumos de saúde, a partir de parceria do Tribunal de Justiça, Governo do Estado, Ministério Público e Defensoria. A unidade, que funciona no Belenzinho, na Capital, atende pessoalmente os pacientes. Também recebe consultas de demandas provenientes do Ministério Público, Defensoria Pública e do Poder Judiciário, nestes casos, por e-mail. O objetivo do projeto é a redução de ações judiciais desnecessárias.
         A coordenadora de Demandas Estratégicas do SUS, Paula Sue Siqueira, informou que o Acessa SUS ofertará informações técnicas aos magistrados e demais operadores do Direito que atuam na área. “A ideia é resgatar as vias de acesso ao sistema e fazer com que o Estado reconheça administrativamente as necessidades de saúde dos cidadãos. Quando os magistrados receberem uma ação com pedido de medicamento contra o Estado, poderão consultar o Acessa SUS sobre a viabilidade de fornecimento. No caso de medicamentos e insumos não contemplados pelo SUS, o paciente será orientado a verificar com o médico a possibilidade de substituição por outro remédio com equivalência terapêutica já disponível na rede pública. Caso a substituição não seja possível, será formalizada a solicitação administrativa. Os técnicos da secretaria farão a avaliação dos pedidos em até 30 dias. Nos casos de urgência clínica, este prazo será de 72 horas”, explicou.
         O juiz assessor da Presidência do TJSP Sylvio Ribeiro de Souza Neto falou sobre o esforço conjunto para lançamento do projeto. “O Acessa SUS está sendo implantado inicialmente na 1ª Região Administrativa Judiciária (RAJ) e mais cinco comarcas do Estado. Há perspectivas de ampliação. A finalidade principal é a resolução ainda no âmbito administrativo. A Corregedoria Geral da Justiça e a Coordenadoria da Infância e da Juventude também são entusiastas da ação”, disse.
         A assessora técnica do gabinete da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Gomes, explicou que os órgãos trabalharão para reduzir o volume de ações judiciais desnecessárias, reintegrar pacientes aos programas do SUS e atender, de maneira individualizada, as necessidades do cidadão por meio de farmacêuticos e técnicos em saúde que compõem uma comissão da Secretaria. “Estamos nos esforçando muito para o sucesso do projeto”, afirmou.
         O juiz assessor da Vice-Presidência Daniel Issler esclareceu que o processo será acompanhado por representantes dos quatro órgãos envolvidos, por meio de sistema informatizado para monitoramento das solicitações. Gabriel Pires de Campos Sormani, juiz assessor da Corregedoria Geral da Justiça para a área da Infância e Juventude, também destacou seu otimismo com o sucesso da ação e lembrou do colega Kalid Hussein Hassan, juiz da Vara da Infância e da Juventude do Foro Regional de Itaquera, que faleceu inesperadamente em janeiro. “Gostaria de fazer uma menção ao Kalid, um grande entusiasta desse projeto.”
        O atendimento do Acessa SUS aos pacientes ocorre nas dependências da farmácia do Ambulatório Médico de Especialidades Maria Zélia (Rua Jequitinhonha, 368 – Belenzinho), das 8 às 17 horas.
 Fonte:       Comunicação Social TJSP

GOSTOU? COMPARTILHE, deixe um comentário. NÃO GOSTOU? COMENTE, também. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR.

Obrigada pela visita!
QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG.


Seja leal. Não copie, compartilhe.
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

BELA ITANHAÉM

TROCANDO EM MIÚDOS

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
Caiçara por opção, itanhaense de coração. O que você precisa para ser feliz?

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog