VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

domingo, 27 de maio de 2012

PARTE III –TEORIA DO FOGO

BRIGADA DE INCÊNDIO E SOCORRISMO
“COM FOGO NÃO SE BRINCA”
MÓDULO I – PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS
PARTE III –TEORIA DO FOGO
Lavoiser, um cientista francês, afirmou e demonstrou que o fogo é o resultado de uma reação química entre o combustível, o oxigênio e o calor.
O que é reação química?
Em linguagem bem simples: quando duas substâncias diferentes são misturadas e dessa mistura surgem outras substâncias totalmente diferentes, aí temos a reação química.
FOGO
É uma reação química denominada combustão, onde ocorre a decomposição de uma substância sólida ou gasosa, em presença de um gás comburente (oxigênio), liberando energia em forma de Carlo e luz. Para que tenhamos fogo precisamos basicamente de três elementos: combustível, comburente (oxigênio) e calor.

PARTE II – CAUSAS DE INCÊNDIOS E GRANDES INCÊNDIOS

BRIGADA DE INCÊNDIO E SOCORRISMO
“COM FOGO NÃO SE BRINCA”
MÓDULO I – PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS
PARTE II – CAUSAS DE INCÊNDIOS E GRANDES INCÊNDIOS
Podemos afirmar que a maioria dos incêndios são causados pela falha humana ou mecânica, ou por ambas, predominando as falhas humanas.
Observemos nas causas seguintes, que são reais, as falhas humanas e que a maioria dos incêndios são evitáveis:
FALHAS HUMANAS

PARTE I – INTRODUÇÃO: COM FOGO NÃO SE BRINCA! POR QUE FORMAR E TREINAR BRIGADAS DE INCÊNDIOS?

BRIGADA DE INCÊNDIO E SOCORRISMO
“COM FOGO NÃO SE BRINCA”
MÓDULO I – PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS
Parte I – INTRODUÇÃO: COM FOGO NÃO SE BRINCA! POR QUE FORMAR E TREINAR BRIGADAS DE INCÊNDIOS?
Porque...
As Brigadas de Incêndios são constituídas por equipes de profissionais com funções específicas de prontidão (os chamados Bombeiros Profissionais Civis) ou ainda formadas voluntariamente por trabalhadores de diversas áreas das empresas (chamados Brigadistas).
A função principal desses grupos é de estarem em plenas condições de conhecimentos teórico e prático para o combate, extinguindo de imediato qualquer indício de incêndio.

BRIGADA DE INCÊNDIO E SOCORRISMO

Se a empresa ou o órgão onde você trabalha disponibilizar o curso de socorrista ou de brigada de incêndio, não titubeie: seja um voluntário.
Fiz o curso - que abrangeu dois módulos: o primeiro, relativo à prevenção e combate a incêndios; o segundo, referente às técnicas de pronto socorrismo – patrocinado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e fornecido pela Work Fire Brigadas de Incêndio. Destaco que as aulas são ministradas por bombeiros, profissionais que vivenciam, profissionalmente, situações de risco.
Nada substitui a prática. Portanto, ainda que disponibilize as técnicas aprendidas, recomendo que seja, efetivamente, um socorrista. Pode ser que jamais utilize os conhecimentos adquiridos. Por outro lado, as informações podem ser vitais, em casos de emergência.
Mais adiante, assim que tornado acessível, farei o curso avançado. Por ora, deixo o programa, constante dos dois módulos:
MÓDULO I – PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS
- introdução;

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
Caiçara por opção, itanhaense de coração. O que você precisa para ser feliz?

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog